Bolsonaro extingue o Ministério da Cultura

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) extinguiu o ministério da Cultura. As atribuições que sobrarem do MinC passarão para o ministério da Cidadania e Ação Social.

O deputado federal Osmar Terra (MDB-RS) foi indicado por Bolsonaro nesta quarta-feira (28) como ministro da pasta que vai “cuidar” do Esporte, da Cultura, além da Secretaria Nacional de Política sobre Drogas.

O ilegítimo Michel Temer (MDB) já havia tentado acabar com o MinC em 2016, mas fortes manifestações fizeram o “vampirão” voltar atrás.

LEIA MATÉRIA DE 2016: Derrotado pelas ruas, Michel Temer recria Ministério da Cultura

A diferença é que há dois anos, Temer chegou à presidência através de um golpe. Já o “coiso” foi “ungido” pelas urnas.

Será que a cultura ainda terá forças para resistir?

Há uma frase atribuída a Joseph Goebbels, o marqueteiro de Hitler, mas que na verdade é de uma peça pró-nazista escrita por Hanns Johst:

“Quando ouço alguém falar em cultura, saco o meu revólver.”

Comentários encerrados.