Por Esmael Morais

Bolsonaro está eleito mas as ‘fake news’ continuam

Publicado em 02/11/2018

A deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS), que foi vice na chapa com Fernando Haddad (PT) à presidência, continua sendo alvo de “fake news” da direita. Desta vez, o mote é a ida de Sérgio Moro para o governo de Bolsonaro.

Aliás, as notícias falsas não são novidade da eleição do mês passado. Elas vêm sendo usadas há tempo pelo MBL e assemelhados para detratar a esquerda e os movimentos sociais.

LEIA TAMBÉM: Campanha de Bolsonaro virou caso de polícia, segundo a Folha

O que houve nas eleições é que a campanha de Bolsonaro levou o esquema para um patamar profissional, com a injeção de R$ 12 milhões via caixa 2, conforma noticiou a Folha de S. Paulo.

Desta vez, os bolsomínions criaram uma postagem falsa atribuída a Manuela, dizendo que ela pegaria em armas para combater Moro e o governo.

A deputada gaúcha rebateu a postagem falsa pelo Twitter:

“Parece q a máquina das fake news não foi desmontada. Foi aparecer a informação de que Moro comporia o novo governo que essa falsificação contra mim voltou a circular. Eu, obviamente, nunca escrevi essas palavras. A luta que faço é na política.”

Confira o twitt: