A censura começou: Jornais são barrados em coletiva de Bolsonaro

Publicado em 1 novembro, 2018
Compartilhe agora!

Jornais impressos e agências de notícias internacionais foram barrados nesta quinta-feira (1°) na primeiro entrevista coletiva de Jair Bolsonaro (PSL) após a eleição.

Segundo matéria do Estadão, a Folha de S. Paulo, o Globo, o próprio Estadão e as agências internacionais não puderam entrar no condomínio onde mora o “coiso”.

A assessoria alegou falta de espaço.

Só entraram as emissoras de TV (exceto a TV Brasil), algumas rádios e dois sites.

Questionado sobre os veículos barrados, Bolsonaro disse que não sabia quem marcou “isso” e que não mandou restringir ninguém.

As informações são do Estadão.

Compartilhe agora!