Por Esmael Morais

“Vai acontecer a virada”, diz Haddad em São Paulo

Publicado em 27/10/2018


Em sua última agenda pública neste sábado (27), a “Caminhada da Paz” na comunidade de Heliópolis, zona sul da capital paulista, o candidato Fernando Haddad (PT) reafirmou que acredita na possibilidade de reverter a desvantagem contra o candidato de extrema direita Jair Bolsonaro (PSL).

A declaração de Haddad é embasada na última pesquisa de intenção de votos do Instituto Datafolha, de quinta-feira (25). Os dados indicam que distância entre os candidatos caiu seis pontos em uma semana. Segundo o levantamento, Bolsonaro teria 56% dos votos válidos se as eleições fossem hoje, contra 44% do ex-prefeito de São Paulo. No levantamento passado, a diferença era de 59% a 41%.

O petista voltou a criticar seu oponente e afirmou que a imprensa está vendendo “gato por lebre”. “Estão vendendo um sujeito truculento como uma pessoa da paz, uma pessoa razoável. Bolsonaro não é razoável”, afirmou o candidato.

“Acho muito importante que a população esteja tomando consciência do grande salto no escuro que representa a candidatura Bolsonaro, que nunca teve compromisso com as instituições. Nas últimas semanas estão querendo adocicá-lo, para que ele não pareça ser o que é: uma pessoa truculenta e perigosa. É assim que ele tem que ser apresentado ao país”, afirmou Haddad.

O candidato do PT criticou a onda de apreensão de materiais e censura de aulas em universidades públicas na última semana. “A truculência contra professores, contra as comunidades, é isso o que deveria estar sendo noticiado”, criticou o presidenciável.

*Com informações da Mídia Ninja