URGENTE: Haddad estuda pedir prisão em flagrante de Bolsonaro

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, considera pedir prisão em flagrante do adversário Jair Bolsonaro (PSL). Segundo o petista, o ex-militar estaria cometendo “crime continuado” ao disparar fake news com dinheiro sujo.

LEIA TAMBÉM
URGENTE: Bolsonaro criou organização criminosa, denuncia Haddad

Desde o último dia 13, nenhum candidato pode ser preso neste segundo turno salvo em flagrante delito. A regra, que restringe a prisão de candidatos nos 15 dias que antecedem as eleições, está no parágrafo 1º do artigo 236 da Lei nº 4.737/1965 do Código Eleitoral.

Haddad reafirmou que Bolsonaro criou uma organização criminosa com a finalidade de fraudar o resultado da eleição. O candidato do PT se referiu à denúncia da Folha, nesta quinta (18), de que empresas estariam comprando com caixa 2 pacotes de mensagens no WhatsApp para favorecer Bolsonaro.

Fernando Haddad adiantou que, independente do resultado da eleição, ele vai buscar reparação judicial pelos danos sofridos pela campanha de difamação no WhatsApp. Ele prometeu rastrear os empresários que estão ‘financiando com dinheiro sujo’ esta sórdida campanha.

Assista ao vídeo:

Comentários encerrados.