Por Esmael Morais

TSE se explica sobre ‘invulnerabilidade’ da urna eletrônica

Publicado em 07/10/2018

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não se cansa de explicar sobre a ‘invulnerabilidade’ da urna eletrônica cuja suspeita foi lançada por Jair Bolsonaro (PSL), eleito várias vezes por este sistema de votação e que hoje poderá ir para o segundo turno pelo mesmíssimo sistema eletrônico.

LEIA TAMBÉM
Antevendo derrota, Bolsonaro sugere que PT vai fraudar eleição

O TSE jura que a desconfiança acerca da urna eletrônica é inconsistente e que o sistema é absolutamente seguro.

De acordo com a corte, as supostas fraudes eleitorais com a urna eletrônica são parte integrante das lenda urbana — como a da loira fantasma.

Como o seguro já morreu de velho faz muito tempo, é bom que os partidos e candidatos reforçarem a fiscalização a partir dos boletins de urnas.