TSE pede ajuda do WhatsApp para combater fake news de Bolsonaro

Publicado em 11 outubro, 2018
Compartilhe agora!

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pediu ajuda do aplicativo WhatsApp para conter as fake news lançadas pela campanha Jair Bolsonaro (PSL).

Segundo estudo da Folha, ainda no 1º turno, são falsas 97% das notícias compartilhadas por apoiadores da candidatura do ex-capitão. Ou seja, 9 de cada dez compartilhamentos de bolsonaristas são mais falsos que notas de R$ 3.

O secretário-geral do TSE e coordenador do conselho consultivo de internet e eleições, Estêvão Waterloo, confirmou a realização de uma reunião com o WhatsApp de combate a fake news.

De acordo com o tribunal, as fake news de Bolsonaro atingiram até a própria confiabilidade da Justiça Eleitoral e das urnas eletrônicas.

Bolsonaro levantou suspeitas [infundadas, segundo o TSE] de que pode haver fraudes no sistema de votação por urna eletrônica.

Para usar uma expressão da moda nesses tempos bicudos, a situação do TSE em relação às fake News é a seguinte: ou ele [tribunal] mata ou ele [tribunal] morre.

Compartilhe agora!