PP diz não a Bolsonaro e declara neutralidade


O Partido Progressista (PP), em reunião de sua executiva nacional nesta terça-feira (9), deliberou que adotará a neutralidade no segundo turno das eleições para a Presidência da República. Por sua vez, a senadora Ana Amélia (PP-RS), vice na chapa de Alckmin, declarou que vai apoiar o candidato do PSL, Jair Bolsonaro.

“Tendo a clara compreensão dessas circunstâncias especiais que vivem a política e o país, o Progressistas adotará uma postura de absoluta isenção e neutralidade no segundo turno das eleições presidenciais”, diz a da nota legenda, que integra o bloco partidário conhecido por Centrão.

Conforme o texto, a decisão é a “melhor contribuição que pode oferecer ao debate, em que os cidadãos e cidadãs demonstraram querer se ater a um olhar aos projetos e às personas dos candidatos, deixando todas as demais variáveis em segundo plano”.

Comentários encerrados.