Por Esmael Morais

ONU está preocupada com a violência política no Brasil

Publicado em 13/10/2018

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos emitiu uma declaração na sexta-feira (12) manifestando que o ONU está “profundamente preocupada” com o clima de violência nas eleições brasileiras.

A declaração cita a atentado à facada contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) e o assassinato do Mestre Capoeirista de Salvador assassinado a facadas após declarar voto no PT.

“Condenamos qualquer ato de violência e pedimos investigações imparciais, efetivas e imediatas sobre tais atos”, declarou a porta-voz do escritório da ONU, Ravina Shamdasani.

“O discurso violento e inflamatório dessas eleições, especialmente contra LGBTI, mulheres, afrodescendentes e aqueles com visões políticas diferentes, é profundamente preocupante, especialmente dado os relatos de violência contra tais pessoas”, disse Ravina.

“Pedimos a líderes políticos e aqueles com influência a publicamente condenar qualquer ato de violência durante esse período eleitoral delicado, e a chamar a todos os lados para que se expressem de forma pacífica e com o total respeito pelo direito dos demais”, completou a porta-voz.

Apesar da ONU não ter citado nenhum dos candidatos, a maior parte dos caso de violência é atribuída a apoiadores de Jair Bolsonaro (PSL) justamente pela natureza do seu discurso.

Aliás, o candidato da extrema direita já avisou que pretende retirar o brasil das Nações Unidas caso seja eleito.

Com informações do EM