Moro no ‘bico do corvo’ por boca de urna

O juiz Sérgio Moro terá de explicar ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) sua participação na campanha eleitoral contra o PT e a eleição de Fernando Haddad.

LEIA TAMBÉM
O recado de Lula sobre a participação de Moro na eleição

O CNJ pediu detalhes sobre os motivos que levaram o magistrado a levantar o sigilo da delação de Antonio Palocci realizado com a Polícia Federal.

Moro entrou no bico do corvo por causa da reclamação disciplinar impetrado pelos deputados Paulo Pimenta (PT-RS), Wadih Damous (PT-RJ) e Paulo Teixeira (PT-SP). Os três parlamentares petistas denunciaram o juiz da lava jato por fazer “escancarada tentativa de tumultuar o processo eleitoral, por quem tem (ou deveria ter) o dever constitucional de preservá-la”. 

Os deputados do PT disseram ainda que Sérgio Moro teve o objetivo de alterar a vontade dos eleitores neste domingo (7) porque, segundo eles, o levantamento do sigilo “nesse momento de elevada temperatura política, senão com o deliberado propósito de interferir ilicitamente na disputa que se aproxima e onde o Partido dos Trabalhadores, democraticamente, desponta como um dos preferidos da sociedade brasileira”. 

Comentários encerrados.