Mídia e judiciário foram derrotados com fracasso de Geraldo Alckmin

Publicado em 3 outubro, 2018
Compartilhe agora!

O consórcio jurídico-midiático, que deu o golpe em 2016, foi derrotado nas urnas com o fracasso da candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB). Mesmo com o maior tempo de TV, o tucano não decolou nas pesquisas e poderá ser convertido na eleição deste domingo (7) em coveiro do PSDB.

LEIA TAMBÉM
Globo vai se unir a Bolsonaro contra o PT, prevê Paulo Henrique Amorim

Sem chance de vencer com Alckmin, o que fez a velha mídia e o judiciário? Abandonaram o ex-governador de São Paulo na estrada e adotaram às pressas a candidatura do deputado Jair Bolsonaro (PSL). É aquela velha máxima segunda qual ‘quem não tem cão caça com gato’.

LEIA TAMBÉM
Ibope com 101% sob suspeita de favorecer Bolsonaro

O ex-capitão do Exército ainda não uniu por completo o núcleo golpista. Há resistências. Bolsonaro não inspira confiança no capital financeiro, pois ele é a expressão do ‘não tem tu vai tu mesmo’ na lógica do antipetismo radical.

Apesar do esforço hercúleo dos golpistas, a eleição presidencial será decida em dois turnos. O jogo ainda está sendo jogado e só termina quando o juiz apita o final…

A mídia criou o monstro e agora tenta domá-lo. Terá sucesso absoluto?

Compartilhe agora!