Manifestação dos estudantes da Universidade Mackenzie pede punição para caso de racismo

Publicado em 30 outubro, 2018
Compartilhe agora!


Nesta terça-feira (30), uma manifestação dos estudantes da universidade presbiteriana Mackenzie condenou o caso de racismo de um jovem eleitor de Bolsonaro. Centenas de alunos pediram que o rapaz, que cursa direito na instituição, seja expulso após divulgar um vídeo preconceituoso nas redes sociais, além de mais segurança na instituição.

O vídeo mostra o jovem indo votar no domingo (28) em Londrina, no Paraná. Ele diz: “indo votar ao som de Zezé, armado com faca, pistola, o diabo, louco para ver um vadio, vagabundo com camiseta vermelha e já matar logo. Tá vendo essa negraiada? Vai morrer! Vai morrer! É capitão, caralho”.

O estudante foi suspenso pelo Mackenzie. Ao saber do episódio, o escritório de advocacia em que o rapaz trabalhava desde julho como estagiário anunciou sua demissão.

*Com informações de Agências

Compartilhe agora!