Haddad entra com ação contra Bolsonaro no TSE

A coligação de Fernando Haddad (PT) entrou com ação no TSE pedindo a inelegibilidade de Jair Bolsonaro (PSL). A coligação alega que houve crime eleitoral por abuso de poder econômico e disseminação em massa de notícias falsas.

Além de Bolsonaro, foram acionados o empresário Luciano Hang, dono da Havan; e as empresas Quick Mobile Desenvolvimento e Serviços, Yacows Desenvolvimento de Software, Croc Services Soluções de Informática, Smsmarket Soluções Inteligentes, e o próprio Whatsapp, que pertence ao Facebbok.

LEIA TAMBÉM: Haddad estuda pedir prisão em flagrante de Bolsonaro

Leia a íntegra da Ação:

AIJE – Bolsonaro – Abuso de poder econômico e Uso indevido de meios de comunicação

As informações são do Brasil 247.

Comentários encerrados.