Bolsonaro promete acabar com “coitadismo” de negros, mulheres, homossexuais e nordestinos


Em entrevista à TV Cidade Verde, afiliada do SBT no Piauí, Jair Bolsonaro, candidato a presidência da República pelo PSL, investiu contra as políticas públicas destinadas a negros, mulheres, homossexuais e nordestinos.

Na entrevista, o candidato do PSL afirmou que vai acabar com o “coitadismo” que, segundo ele, existe no Brasil.

“Tudo é coitadismo. Coitado do negro, coitada da mulher, coitado do gay, coitado do nordestino, coitado do piauiense. Tudo é coitadismo no Brasil. Vamos acabar com isso”, disse.

Bolsonaro também criticou as políticas afirmativas dizendo que reforçam preconceitos e que está completamente equivocada.

“A política de cotas no Brasil está completamente equivocada. 70% dos afrodescendentes que entram em política de cota são bem de vida”, falou.

O candidato defendeu a meritocracia como forma de vencer na vida e disse que quem se empenha e se dedica “logicamente terá uma vida muito mais tranquila”.

Bolsonaro não poupou nem os gordinhos. Falou que “quando era criança o gordinho dava porrada em todo mundo. Hoje o gordinho chora”.

Assista a entrevista:

Comentários encerrados.