Por Esmael Morais

Bolsonaro e suas bancadas do ódio

Publicado em 08/10/2018

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) passou para o 2º turno com 46% dos votos válidos e, de acordo com levantamentos, elegeu a segunda maior bancada na Câmara.

LEIA TAMBÉM
PT elege maior bancada na Câmara; “mercado” prevê derrota de Bolsonaro

Além de garantir 52 parlamentares na Câmara, Bolsonaro também puxou vários outros deputados estaduais nas assembleias legislativas país afora.

O diabo é que essas bancadas foram eleitas sob o signo do ódio e do antipetismo. E é aí que Lula mandou o recado à militância do PT: a esperança vai vencer o ódio.

LEIA TAMBÉM
Ciro vai de Haddad e descarta Bozo: “Ele não, sem dúvidas”

Fernando Haddad veio ao 2º turno com 29% dos votos válidos. Ele terá de traduzir em ação política de campanha a esperança desenhada pelo ex-presidente e derrotar o ódio pregado pelo adversário como forma de organização em sociedade.