Atacar o Judiciário é atacar a democracia, diz Toffoli


O Presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, se manifestou nesta segunda-feira (22), por meio de nota pública, sobre o vídeo em que o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) fala sobre possibilidade de fechar a Suprema Corte. Segundo ele, “atacar o Poder Judiciário é atacar a democracia”.

“O Supremo Tribunal Federal é uma instituição centenária e essencial ao Estado Democrático de Direito. Não há democracia sem um Poder Judiciário independente e autônomo. O país conta com instituições sólidas e todas as autoridades devem respeitar a Constituição. Atacar o Poder Judiciário é atacar a democracia”, afirmou Toffolli.

Apesar da fala do deputado ter incomodado muito os membros do STF, a nota do presidente do STF pode ser considerada uma reação fraquinha diante de uma ameaça de intervenção militar.

Na prática, os ministros agem para botar “panos quentes” no assunto dizendo que está tudo certo e que as instituições estão funcionando normalmente.

Ciente de que as palavras proferidas por seu filho poderiam causar efeitos negativos para sua campanha presidencial, Jair Bolsonaro (PSL), tratou de dizer que não tem nada a ver com isso. “Eu já adverti o garoto. É meu filho. A responsabilidade é dele. Ele já se desculpou”.

É certo que se o STF não tomar nenhuma providência agora, as investidas autoritárias contra as instituições brasileiras podem se tornar algo real no futuro.

Comentários encerrados.