Após ataques à Folha, Bolsonaro vira o demônio contra a liberdade de expressão

Publicado em 30 outubro, 2018
Compartilhe agora!

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), para lembrar o craque Romário, em silêncio é um poeta. Mas quando abre a boca vira o Coiso, o demônio que atenta contra a liberdade de expressão e outras garantias constitucionais.

LEIA TAMBÉM
STF e TSE podem barrar posse de Bolsonaro

Antes mesmo da investidura do cargo, o deputado do PSL foi para cima do jornal Folha de S. Paulo na noite desta segunda-feira (29) durante entrevista ao Jornal Nacional, na TV Globo.

O apresentador do JN, William Bonner, perguntou ao presidente eleito se ele defendia o fim do jornalão paulistano. “Por si só, esse jornal já acabou”, respondeu Bolsonaro, para quem a Folha foi o principal disseminador de “fake news” contra a sua campanha.

Segundo a Folha, o ataque do Coiso despertou solidariedade e gerou campanha virtual nas redes sociais de defesa do jornal.

O Blog do Esmael também se soma à liberdade de expressão e, consequentemente, em defesa da existência da Folha.

Compartilhe agora!