Alckmin vira barriga de aluguel de Bolsonaro

Publicado em 2 outubro, 2018
Compartilhe agora!

Geraldo Alckmin (PSDB), abandonado, se conformou fácil com a derrota. Jogou a toalha. Atuará como linha auxiliar de Jair Bolsonaro (PSL).

Para cumprir esse papel de coadjuvante, o tucano cederá seu tempo de TV ao capitão do Exército como se fosse uma barriga de aluguel.

LEIA TAMBÉM
Burguesia paulistana abandonou Alckmin; agora é Bolsonaro contra o PT

Explica-se. Bolsonaro não tem tempo de propaganda eleitoral para desenvolver uma narrativa contra Fernando Haddad e o PT, por isso a televisão do PSDB será usada para detonar seu adversário.

Se Alckmin ainda acalentasse disputar pra valer, muito provavelmente, focaria suas poucas energias para desgastar Bolsonaro com quem disputa votos no mesmo campo.

LEIA TAMBÉM
Datafolha novíssimo sobre a disputa presidencial

A TV de Alckmin, hoje à noite, é um ‘voto útil’ explícito em favor do candidato do PSL:

“Escândalo. Comprovado o que o Brasil tinha certeza. Lula sabia de tudo. A delação de Palocci mostrou que Lula sabia da corrupção na Petrobrás desde 2007. O PT gastou R$ 1,4 bilhão para eleger e reeleger Dilma. Maior parte era dinheiro da corrupção. Propina para a campanha de Dilma foi acertada por Lula em reunião. Um país feliz de novo, só se for para os corruptos. Se o PT voltar a corrupção vai continuar”, fuzila o tucano para a felicidade de Bolsonaro.

Alckmin não tem voto algum entre o eleitorado petista.

Compartilhe agora!