Se Lula não estivesse preso estaria visitando Bolsonaro, afirma Requião

O senador Roberto Requião (MDB-PR) afirmou neste sábado (8) que Lula visitaria Jair Bolsonaro (PSL), no hospital Albert Einstein, em São Paulo, se não estivesse injustamente preso em Curitiba.

“Se Lula não estivesse preso estaria visitando Bolsonaro. Lula é assim”, elogiou o parlamentar emedebista.

Requião aproveitou para criticar a cobertura da mídia, sobretudo da Globo, ao atentado contra o ex-capitão do Exército.

LEIA TAMBÉM
Globo em campanha aberta por Bolsonaro; adeus, Alckmin

“Ainda não vi entrevista com o imbecil autor do atentado a Bolsonaro. [A mídia] Está ocultado para prevalecer narrativa das tevês?”, questionou o senador do MDB.

Requião recordou ainda que Bolsonaro, em outro momento, falou em matar 30 mil brasileiros numa guerra civil e assassinar o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

“Só um adepto do Bolsonaro não repudiaria a agressão absurda e estúpida que o próprio Bolsonaro sofreu. Matar 30 mil brasileiros? Assassinar FHC?”, espezinhou.

Assista ao vídeo de Bolsonaro falando em fuzilar FHC e matar 30 mil:

Comentários encerrados.