Por Esmael Morais

PSDB fora do 2º turno é penalização pelo apoio ao golpe de Estado

Publicado em 25/09/2018

Ninguém derruba uma presidenta honesta e democraticamente eleita e sai por aí impunemente. A história também cobra desde já o preço pela prisão ilegal de Lula, no caso tríplex, há 6 meses trancafiado na Polícia Federal de Curitiba sem uma única prova. O ex-presidente é mantido preso político para não participar da eleição.

LEIA TAMBÉM
Haddad derrotaria Bolsonaro, diz Ibope

Dito isto, o PSDB vai ficando fora do 2º turno presidencial pela primeira vez em 16 anos. Será a quinta derrota consecutiva para o PT, conforme tendência indicada pelos institutos de pesquisa (Fernando Haddad poderá vencer no 1º turno ou disputar o 2º turno com Jair Bolsonaro).

Os tucanos estão sendo penalizados pelo apoio ao golpe de Estado que deram, pelo massacre que promoveram contra os trabalhadores ao darem votos pela reforma trabalhista; pelos 14 milhões de desempregados; pelo preço alto da gasolina e do gás de cozinha; dentre outras maldades contra o povo.

Do PSDB é cobrada a fatura nesta eleição por ter jogado contra a nação nas questões das privatizações, no congelamento de investimentos por 20 anos, enfim, por ter se alinhado ao mercado e ao golpista Michel Temer.