Por Esmael Morais

Marina já dançou

Publicado em 23/09/2018

A presidenciável Marina Silva (Rede), que este domingo esteve em Curitiba (PR), já dançou, segundo o Estadão.

De acordo com o jornalão, a candidata repete o fiasco de 2014 porque é pouco incisiva e lhe falta estrutura de campanha.

A tese do Estadão é que Marina virou “segundo voto” de muita gente após a definição do PT pela candidatura de Fernando Haddad.

História para boi dormir. Marina dançou porque o comitê central da burguesia insiste no pangaré Geraldo Alckmin (PSDB). Outra parte, desanimada com o tucano, flerta com Jair Bolsonaro (PSL).

Marina foi descartada porque não encarnou o antipetismo exigido pelos golpista.

Na verdade, o Estadão dá o ‘beijo da morte’ na candidata da Rede de olho no voto útil para Alckmin. Eis a malandragem do jornalão.

Assista ao vídeo da visita de Marina em Curitiba: