Lava jato decreta prisão de primo do ex-governador Beto Richa

A lava jato decretou nesta quarta (26) a prisão temporária, por cinco dias, do lobista Luiz Abi Antoun, primo do ex-governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), candidato ao Senado.

O parente do tucano é alvo de um dos 92 mandados judiciais na 55ª fase da operação do juiz Sérgio Moro, no âmbito da Operação Integração II, que investiga a máfia do pedágio.

LEIA TAMBÉM
MP denuncia criminalmente Beto Richa e mais 12 pessoas

A Polícia Federal amanheceu hoje nas ruas das cidades do Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo.

Abi Antoun está em viagem ao Líbano, com autorização da Justiça Estadual, diz a defesa do primo do ex-governador.

Quem também teve a prisão preventiva (sem prazo para terminar) foi o diretor da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), João Chiminazzo Neto, acusado pelo Ministério Público de operar pagamento de propinas a políticos.

Comentários encerrados.