Homem-bomba enuncia ‘500 milhões de razões’ para Beto Richa continuar preso

O empresário Tony Garcia, amigo de infância de Beto Richa (PSDB), afirmou que o esquema criminoso do ex-governador movimentou até R$ 500 milhões.

LEIA TAMBÉM
Saiba quem é o juiz que mandou prender Beto Richa

“Se for ver todas as coisas que estão investigando ele, se metade for verdade, eu diria que fácil passaria de R$ 400 milhões, R$ 500 milhões. Fácil”, disse o homem-bomba ao Estadão.

Garcia apresentou uma gravação de áudio ao GAECO em que o tucano chama a propina de “tico-tico”.

À jornalista Júlia Affonso, no blog do Fausto Macedo, abrigado no Estadão, o amigo de infância de Beto Richa ainda comparou: “O PT tem pixuleco, e o PSDB tem tico-tico.”

O ex-governador do Paraná está preso desde terça (11). O Tribunal de Justiça do Estado negou-lhe habeas corpus na noite desta quarta (12). Hoje, Richa recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (STJ) em busca da liberdade.

Comentários encerrados.