Dias Toffoli pode pautar prisão após 2ª instância e libertar Lula

O ministro Dias Toffoli assume hoje (13) a presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) e terá como tarefa principal pautar o julgamento sobre a possibilidade de prisão após condenação em 2ª instância. O evento de posse será às 17 horas, na sede da corte, com 3 mil convidados.

LEIA TAMBÉM
STF já pode soltar Lula, se o objetivo era tirá-lo da eleição

Na gestão de Cármen Lúcia, que finda nesta quinta, o STF deixou de examinar as ADCs (ações declaratórias de constitucionalidade). O objetivo do Supremo era manter Luiz Inácio Lula da Silva na prisão e, portanto, fora da disputa presidencial de outubro.

Na terça (11), o PT substituiu o ex-presidente pelo ex-prefeito Fernando Haddad como candidato. Logo “precluiu” a prisão política de Lula que, a qualquer momento, pode ser solto pelo STF.

Tal análise corrobora que a tese de Dias Toffoli poderá realizar o pregão com a pauta — prisão após 2ª instância — ainda este mês de setembro. Ou seja, a possibilidade de “Lula Livre” está próxima.

Comentários encerrados.