Com atentado, Bolsonaro pode ganhar no 1º turno; só Lula para segurar o ex-capitão

O lamentável atentado contra a vida de Jair Bolsonaro (PSL), nesta quinta (6), em Juiz de Fora (MG), esfaqueado por um fundamentalista, tem potencial de elegê-lo já no 1º turno em um cenário sem Lula.

Nos próximos dias 10 e 12 teremos pesquisas Datafolha e Ibope, respectivamente, poderão confirmar, haja vista que imbecilidade costuma gerar imbecilidade também na política.

LEIA TAMBÉM
Agressor de Bolsonaro parece ser mais confuso que o processo eleitoral do país

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) tem duas “balas” na agulha para segurar mais essa tragédia que seria a eleição de Bolsonaro, já primeiro turno, julgando os dois recursos de Lula e, por óbvio, liberando-o da injusta prisão política imposta ao petista há 153 dias.

Nas últimas horas, os ministros Edson Fachin e Celso de Mello não quiseram decidir o Caso Lula monocraticamente. Por isso, as chances de segurar a vitória do ex-capitão do Exército já no 1º turno agora estão nas mãos da corte suprema.

Ver para crer, como diria o incrédulo São Thomé.

Comentários encerrados.