Bolsonaro fora do 2º turno é a nova aposta do mundo político

O anúncio de Fernando Haddad como candidato de Lula teve dois efeitos imediatos: 1- disparada do candidato do PT e 2- queda acentuada de Jair Bolsonaro (PSL), então líder nas pesquisas no cenário sem o ex-presidente.

LEIA TAMBÉM
Vox Populi: Candidato de Lula, Haddad já aparece em primeiro com 22%

A vertiginosa queda do ex-capitão do Exército levou o mundo político a fazer ontem (13) nova aposta sem Bolsonaro no 2º turno.

Para piorar a situação do “Pangaré Velho” (by Bolsonaro) não há previsão de alta médica até o fim deste mês, o que compromete de morte o sucesso na corrida presidencial.

Dizem os luas pretas da burguesia paulistana, donos do capital, que está chegando a hora do “voto útil” em Geraldo Alckmin (PSDB), qual seja, o tucano seria o único capaz de derrotar Haddad, Lula e o PT.

LEIA TAMBÉM
Adeus, Bolsonaro; Vox Populi mostra a agonia do pangaré velho

Neste cenário de “voto útil”, as candidaturas de Marina Silva (Rede), Alvaro Dias (Podemos) e João Amoêdo (Novo), pela similaridade, virariam pó e seriam tragadas por Geraldo Alckmin.

Comentários encerrados.