Beto Richa continua preso, decide STJ

O ex-governador Beto Richa (PSDB) seguirá preso, decidiu na noite desta quinta (13) a ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao negar habeas corpus favorável ao tucano.

LEIA TAMBÉM
Lava jato será investigada pela prisão de Beto Richa, determina corregedoria do MP

Richa, esposa e irmão estão presos provisoriamente no Regimento da Polícia Montada, da Polícia Militar, em Curitiba, desde sexta-feira (11).

O ex-governador, familiares e ex-assessores no governo do Paraná formam presos após gravação e grampos indicarem o recebimento de propina no programa estadual Patrulha do Campo, utilizado para locação de máquinas para manter as estradas rurais.

O prazo da prisão provisória se encerra no domingo, dia 16. Entretanto, o juiz Fernando Fischer poderá convertê-la em temporária — sem prazo para terminar.

Comentários encerrados.