A lava jato segue detonando a Petrobras; tribunal holandês aceita ação contra estatal brasileira

Após os fundos abutres norte-americanos garfarem R$ 10 bilhões da Petrobras, a título de indenização por danos causados pela lava jato, agora é a vez de um fundo holandês também pleitear R$ 10 bilhões para ressarcimento pela operação do juiz Sérgio Moro.

LEIA TAMBÉM
A esquecida doação de 10 bilhões de reais pela Petrobras aos abutres

A Petrobras confirmou nesta quarta (19) que a Corte Distrital de Rotterdam decidiu favorável às ação coletiva (class action) proposta pela Stichting Petrobras Compensation Foundation contra a companhia brasileira e outros co-réus na Holanda, mas sem análise do mérito.

A estatal de petróleo brasileira explica que o grupo holandês busca ressarcimento após perdas financeiras com ações no âmbito das investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

“A Petrobras nega todas as alegações apresentadas pela Fundação e continua adotando as medidas necessárias para defesa dos seus interesses”, diz o comunicado da estatal brasileira.

A ação do tribunal holandês foi encorajada pelo acordo de US$ 3 bilhões da Petrobras com os fundos abutres dos Estados Unidos.

Ou golpe detona a Petrobras ou a Petrobras continuará sendo detonada pela lava jato.