A Folha tem medo de Bolsonaro

Em editorial desta quarta (19), a Folha alerta para o perigo Bolsonaro. Segundo o jornalão paulistano, a campanha do ex-capitão do Exército emite sinais alarmantes de desapreço pelas regras do jogo democrático.

Sob o título “A faca e a urna”, a Folha discorre sobre a verborragia de Bolsonaro e seu vice Hamilton Mourão. Ambos têm pregado autogolpe, não reconhecimento do resultado das urnas, acusações irresponsáveis contra adversários, etc.

LEIA TAMBÉM
Voto útil contra Bolsonaro

“Tal pregação, reproduzida por parcelas barulhentas de seus apoiadores, alimenta a paranoia, semeia a descrença no processo democrático e, de mais imediato, abre caminho para que não se aceite um resultado desfavorável no pleito”, opina a Folha.

O diabo é que Bolsonaro e general Mourão são crias da velha mídia golpista. O não reconhecimento do resultado eleitoral em 2014 por Aécio Neves (PSDB), com a anuência da Folha, inclusive, é que abriu espaço para o golpe contra Dilma Rousseff — e agora escancara a porta do inferno.

Comentários encerrados.