PT vê ‘armação’ de Fachin para antecipar inelegibilidade de Lula

Publicado em 2 agosto, 2018
Compartilhe agora!

O ministro Edson Fachin, do STF, quer antecipar o julgamento da inelegibilidade de Lula na corte.

Os advogados do ex-presidente — que o defendem nas esferas criminal e eleitoral — veem ‘armação’ do magistrado para matar o registro da candidatura de Lula antes do dia 15 de agosto.

Com a anuência da presidenta do Supremo, Cármen Lúcia, Fachin quer agora acelerar julgamento do pedido de liberdade para o ex-presidente.

Uma vez rejeitada a liberdade no STF, em tese, prevaleceria a inelegibilidade de Lula.

O advogado Luiz Fernando Casagrande Pereira, um dos defensores do petista, afirma que a inelegibilidade de Lula é provisória até os recursos finais (trânsito em julgado) da condenação.

Lula cumpre pena antecipada de 12 anos e um mês na Polícia Federal de Curitiba, onde é mantido preso político há 118 dias.

Compartilhe agora!