PSDB ainda pode substituir candidatura de Geraldo Alckmin até 17 de setembro

Nesta eleição atípica, não é só o PT que poderá substituir Lula até dia 17 de setembro. O PSDB também poderá fazê-lo neste prazo. A luz vermelha voltou a ser acionada hoje (20) pelos tucanos após pesquisa CNT/MDA. Geraldo Alckmin não decola. O ex-governador de São Paulo tem apenas com 4,9% de intenção de voto.

Os números de Alckmin são insuficientes para sonhar com o segundo turno. O PT acredita que a disputa na segunda etapa eleitoral será contra Jair Bolsonaro (PSL), que aparece como vice-líder na pesquisa com 18,3%.

LEIA TAMBÉM
Lula vence no 1º turno, diz primeira pesquisa oficial da corrida presidencial

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o FHC, ao Globo, disse que a ida de Bolsonaro para o segundo turno seria abominável e admite que os tucanos apoiariam o PT.

A ideia de FHC também parece abominável aos olhos da centro-direita brasileira, inclusive a mídia, por isso seria mais crível a substituição de Alckmin por João Doria até dia 17 de setembro.

Doria é o preferido de Michel Temer e do juiz Sérgio Moro, seu parceiro de balada em Nova York. Nesse cenário, quem perderia o “ministro da Justiça” seria Alvaro Dias (PODE).

Comentários encerrados.