Maduro revoga a ‘lei da oferta e da procura’ na Venezuela

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, encarnou José Sarney dos anos 1980 e criou um batalhão de fiscais que prende quem desobedece o tabelamento de preços.

O governo Maduro fixou preço em tabela para 25 produtos considerados essenciais na cesta básica e colocou fiscais nas ruas das principais cidades para vistoriar o cumprimento da ordem. Pelo menos dois comerciantes foram presos nesta quarta-feira (22) acusados de descumprimento da ordem.

Na sua conta na rede social Twitter, o ministro do Interior, Justiça e Paz, Néstor Reverol, confirmou a detenção do gerente e do subgerente de uma rede de supermercados. Segundo ele, ambos foram denunciados por especulação de preços.

De acordo com Reverol, foram constatados aumentos de preços superiores a 200% dos valores fixados e também a existência de produtos sem nota fiscal. O ministro reiterou que a preocupação é com o consumidor.

Preços
O Diário Oficial da Venezuela publicou hoje (22) a lista dos 25 produtos da cesta básica que devem ser mantidos a um preço fixo. A relação inclui carne de boi, ovos, frango beneficiado, arroz, açúcar, farinha de milho, massas, leite pasteurizado, aveia, lentilha e café, entre outros.

Segundo o informativo oficial, 35 empresas aderiram ao apelo do governo.

De acordo com as autoridades venezuelanas, as medidas fazem parte das novas políticas econômicas e de ordenamento fiscal do país. Recentemente, a Venezuela decidiu cortar cinco zeros das notas de dinheiro e mudar o nome da moeda nacional para bolívares soberanos.

As informações são da Presidência da República da Venezuela.

Crise
A crise na Venezuela atinge níveis tão elevados que causou um intenso fluxo migratório na América do Sul e o Brasil e a Colômbia estão entre os países que mais recebem venezuelanos em busca de oportunidade e refúgio.

Os imigrantes que chegam ao Brasil queixam-se das dificuldades que enfrentam na Venezuela como a falta de produtos básicos, alimentos, emprego, segurança e oportunidades em geral.

Sobre os fiscais do Sarney

Fiscal do Sarney era um título popular que referia-se ao controle de preços no comércio varejista brasileiro pelo cidadão consumidor. Este título fora instituído nacionalmente, com menção na mídia, por ocasião do lançamento do Plano Cruzado, em 1º de março de 1986, pelo então presidente do Brasil, José Sarney. Note o caríssimo leitor que a velha mídia apoiou o congelamento de preços no Brasil, mas, agora, se mostra estupefata com os Fiscais do Maduro.

Com informações da Agência Brasil

Comentários encerrados.