Grevistas de fome pedem audiência a ministros do Supremo

Os sete grevistas de fome hoje (7) entraram no oitavo dia do ‘ato extremo’ pedem audiência os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

No oitavo dia de protesto sem se alimentar, manifestantes apelam por justiça na corte suprema. Dentre as pautas da greve de fome estão a liberdade imediata do ex-presidente Lula que é mantido preso político há 4 meses na Polícia Federal de Curitiba.

De acordo com os grevistas, ao protocolarem 11 pedidos de audiências no STF, é na corte que pode ser debatida e deliberada imediatamente a soltura de Lula, ao colocarem na pauta o julgamento das ações declaratórias de constitucionalidade (ADC) 43 e 44, que questionam a prisão em segunda instância.

O risco para a saúde dos manifestantes deixa em alerta as equipes de saúde e apoio que acompanham o protesto e aumenta a pressão sobre as autoridades que podem resolver a pauta da greve.

Comentários encerrados.