Ciro Gomes, na TV Globo, vai propor a quebra do cartel dos bancos

Daqui a pouco, às 20h30, o presidenciável Ciro Gomes (PDT) será o primeiro a sentar-se na bancada do Jornal Nacional, na TV Globo.

Durante seu périplo pelo país, o pedetista tem prometido quebrar o cartel dos bancos já no primeiro dia de governo. A expectativa é que Ciro repita isto durante a entrevista de hoje à noite.

LEIA TAMBÉM
Candidato do Itaú é “destaque” em pesquisa feita por banco

Outra proposta do candidato do PDT é tirar da lista do SPC 62 milhões de brasileiros endividado cujo programa foi batizado de “Nome Limpo”.

Em síntese, Ciro Gomes escolheu o sistema financeiro como grande vilão da nação ao prometer a quebra do cartel dos bancos e limpar o nome de quem deve no cartão de crédito.

O presidenciável do PDT rebate, de plano, que seja um candidato populista — como lhe acusa a velha mídia.

LEIA TAMBÉM
Globo censura PT, líder nas pesquisas presidenciais

“Tudo que é para pobre no Brasil, botam defeito. O Brasil dispensou mais de R$ 300 bilhões de rico naquilo que se chama Refis, que é basicamente refinanciamento das dívidas dos contribuintes empresariais com o governo”, lembrou Ciro.

“O cidadão isolado já consegue 80% de desconto [em cima da dívida], mas morre porque tem que pagar os 20% restantes à vista. Eu vou colocar o prestígio e a força do governo para fazer uma grande negociação de atacado com o crediarista”, argumentou.

Ciro também criticou adversários que têm feito promessas de campanha que chamou de “enganação”.

“Político, em véspera de eleição, é o bicho mais parecido com papai noel que existe”, ironizou, enfatizando que “aposta na inteligência do povo”.

“É só perguntar com quem está a turma do Temer. Vai todo mundo ver que a turma do Temer está entre o [Henrique] Meirelles e o [Geraldo] Alckmin. Se você é a favor das ideias do Temer, das propostas do Temer, você vota na turma do Temer. Mas se você é contra, você procura quem é contra”, acrescentou.