Sem apoio do Centrão, Ciro agora luta contra dissidências nos estados

Publicado em 20 julho, 2018
Compartilhe agora!

Oficializado candidato pela convenção do PDT, nesta sexta (20), Ciro Gomes exigiu do partido “ordem unida” nos estados. Ou seja, o presidenciável quer evitar dissidências nos palanques regionais.

O caso mais emblemático no PDT é de Osmar Dias, pré-candidato ao governo do Paraná, irmão do senador Alvaro Dias (Podemos) que também sonha com o Palácio do Planalto.

Osmar afirma que teria autorização e liberdade para eventualmente apoiar a candidatura de Alvaro, qual seja, estaria dispensado de subir no palanque de Ciro.

Entretanto, hoje pela manhã, a história foi outra na convenção nacional. O recado foi o seguinte: ‘quem não apoiar o Ciro Gomes nos estados não será candidato’.

Não haverá bate-chapa no Paraná

O empresário patobranquense Flávio Casa informou ao Blog do Esmael que esteve hoje, em Brasília, com Osmar Dias. Segundo Casa, ambos chegaram ao entendimento de que não haverá bate-chapa na convenção estadual do PDT, no próximo dia 4 de agosto, que escolherá o candidato ao governo do Paraná.

“Irei recuar e ir a deputado federal”, disse Flávio Casa.

Compartilhe agora!