Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Ministra do STJ rejeitou no ‘plantão’ prisão de Abdelmassih, o médico estuprador

A ministra Laurita Vaz, presidenta do STJ, estava no plantão quando em 2017 decidiu que o médico estuprador Roger Abdelmassih não voltasse para a prisão e continuasse a cumprir pena em casa.

Ato contínuo, a mesma ministra do STJ disse que não era atribuição do desembargador de plantão no TRF4, Rogério Favreto, decidir sobre a liberdade de Lula.

Laurita Vaz leva ao pé da letra um axioma autoritário: faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço.

A ministra-plantonista que rejeitou a prisão de Abdelmassih não gosta de ter sua sentença comparada com a de Favreto, aliás, um juiz decente.

Portanto, se no plantão Laurita Vaz decidiu habeas corpus em favor no médico estuprador, no plantão poder-se-ia o desembargador Favreto determinar a soltura de Lula.

Comentários desativados.