Militância de Moro reforça tese da inevitabilidade da candidatura de Lula

A militância política do juiz Sérgio Moro nas últimas horas ajudou reforçar a tese da inevitabilidade da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Moro abandonou o “bacalhau” este domingo, em Portugal, onde está em férias, para se insurgir contra o desembargador do TRF4 Rogério Favreto que determinou a soltura do petista.

O juiz de piso saiu enfraquecido do episódio porque revelou que age partidariamente contra o ex-presidente da República.

O PT reafirma que registrará a candidatura de Lula no próximo dia 15 de agosto. A jurisprudência do TSE determina que um candidato só pode ser barrado com condenação definitiva.

Comentários encerrados.