Por Esmael Morais

Lula disse que, solto, permaneceria em Curitiba

Publicado em 09/07/2018

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou aos seus advogados, nesta segunda-feira (9), que permaneceria em Curitiba mesmo que fosse solto ontem (8) pelo TRF4.

O petista tinha claro que sua liberdade duraria pouco haja vista o “ânimo” do judiciário mantê-lo preso.

O ex-presidente é mantido preso político há 95 dias na Polícia Federal de Curitiba. O objetivo da prisão ilegal é tirá-lo da disputa presidencial de outubro.

Lula recebeu hoje os advogados Eugênio Aragão, Luiz Carlos Rocha, Luiz Fernando Pereira, Cristiano Zanin e Manoel Caetano.

Segundo os defensores, o petista já adquiriu sotaque curitibano e Lula está falando “leite quente” [no resto do país a dicção é “lei-ti” quente].