Ciro Gomes “segura com a esquerda e toca com a direita”

Para usar uma definição do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidenciável Ciro Gomes (PDT) “segura com a esquerda e toca com a direita” seu arco de alianças para disputar a Presidência da República pela terceira vez.

Na sexta-feira (20), Ciro vai à convenção nacional do PDT com a perspectiva de obter apoio do PCdoB — com quem se reuniu hoje (17) em Recife — e do “Centrão”, grupo político que agrega partidos como DEM, PP e Solidariedade.

Em relação ao “Centrão”, o pedetista disse na Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos) que todas as sugestões são bem-vindas e não ferem seus princípios.

Para Maia, Ciro é um “candidato violino” que “segura com a esquerda e toca com a direita” e esta definição cai como uma luva à medida que o presidenciável do PDT flexibiliza o discurso para atender tanto ao PCdoB quanto às legendas de centro-direita.

Comentários encerrados.