As primeiras fissuras no Centrão que podem detonar Alckmin

Nem tudo são flores no arraial de Geraldo Alckmin (PSDB), que afirma ter recebido em bloco apoio do Centrão. Na política real, o bicho está pegando para o lado do tucano.

O primeiro a não confirmar participação na frente de direita de Alckmin foi Josué de Alencar (PR), por meio de nota. Agora é a vez de Paulinho da Força (SD) se rebelar sob o pretexto de que o ex-governador de São Paulo não flexibiliza o discurso sobre a reforma trabalhista.

Quanto a Josué, filho do saudoso ex-vice-presidente José Alencar, na chapa de Lula, ele também recebeu proposta para a vice de Fernando Pimentel (PT) em Minas Gerais.

Já Paulinho da Força ameaça reabrir conversa com o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), o que retiraria sua respiração dos aparelhos.

Na macro política, isto é, na disputa presidencial, Ciro voltou a ser uma opção para a vice do PT.

O jogo ainda está sendo jogado e só acabará no próximo dia 15 de agosto, quando se darão os registros das candidaturas. Até lá, muita especulação.

Comentários encerrados.