Alvaro Dias pode trocar disputa da Presidência pelo governo do Paraná

O senador Alvaro Dias (Podemos), pressionado pela mídia tucana, pode trocar a disputa da Presidência da República pela do governo do Paraná.

O comitê central da burguesia paulistana quer unificar o campo de centro-direita em torno do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB). Para isso ele [o comitê central] faz o diabo. Vide os exemplos das candidaturas de Ciro Gomes (PDT) e Jair Bolsonaro (PSL), esvaziadas pelo Centrão.

Alvaro não estaria resistindo a pressão, mas, segundo os bastidores da política, sua eventual desistência poderia lhe render o apoio do PSDB na corrida pelo Palácio Iguaçu — a sede do governo paranaense.

No Senado da República a informação é de que Alvaro Dias concorrerá ao governo do Paraná. Se isto ocorrer, obviamente, seu irmão Osmar Dias (PDT) abriria mão da candidatura.

Neste sábado (21), em Curitiba, a convenção estadual do MDB sinalizou apoio a Osmar. Entretanto, o partido afirma que está pronto para o “Plano B” caso o pedetista desista.

“Se Osmar Dias não confirmar sua candidatura ao governo do Paraná, o MDB terá candidato próprio”, disse na manhã de hoje o senador Roberto Requião à jornalista Mareli Martins.

Candidato à reeleição ao Senado, Requião apresenta o nome do sobrinho e deputado federal João Arruda para concorrer ao governo do Paraná pelo MDB.

Comentários encerrados.