Aldo, o comunista, é mais “novidade” que Alckmin, o Picolé de Chuchu

Chamado de “Picolé de Chuchu”, Geraldo Alckmin (PSDB) é um sujeito sem graça e sem gosto. A participação dele no programa Roda Viva, na semana passada, foi um pouco disso. Na modorrenta entrevista, teve jornalista que foi à “pescaria” diante das câmeras.

Dito isto, se confirmada a vaga de vice para o ex-ministro Aldo Rebelo (SD) será o principal fato novo da campanha. O comunista é mais “novidade” que o próprio Alckmin, pois sabe falar e tem trânsito político com diversos setores.

O esforço do Centrão e do Palácio do Planalto, porém, será de tentar arrastar o “Picolé de Chuchu” até o segundo turno. Não será tarefa fácil.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), por exemplo, cujo partido já oficializou apoio a Alckmin, acredita que o tucano não irá para o segundo turno. Mas aposta no PT contra “alguém” — menos o candidato do PSDB.

Comentários encerrados.