Na periferia de SP, atos por ‘Lula Livre’ com Thaide e Rappin’ Hood neste sábado

Para o presidente do Diretório Estadual do PT-SP, Luiz Marinho, é muito importante a participação e diálogo com a população, além da militância. “Vamos deixar claro que Lula é um preso político, ele não cometeu nenhum crime, por isso não há provas”, destaca o dirigente.

“O Brasil e a cidade de São Paulo não vão parar de se manifestar, de contestar essa prisão e mostrar a indignação em relação a essa injustiça”, afirma Paulo Fiorilo, presidente do Diretório Municipal do PT São Paulo.

Para Douglas Izzo, presidente da CUT São Paulo, é importante ocupar os espaços urbanos com debates e atividades culturais em defesa da democracia e por Lula Livre.

A atividade é organizada pelo Comitê Popular Lula Livre formado pelas entidades dos movimentos populares e sociais, além das centrais sindicais.

*imagem CUT-SP