Golpe do STF deixa Lula mais longe de candidatura

O ex-presidente Lula ficou mais longe da candidatura com a decisão do STF, nesta sexta (22), de retirar da pauta o pedido de liberdade para o petista.

Embora o PT já anuncie que vai recorrer do “golpe” do ministro Edson Fachin — e do TRF4 –, a manutenção de Lula preso político frustra o projeto Lula candidato.

Os petistas juram que não mudam um milímetro do plano de registrar a candidatura no próximo dia 15 de agosto, mesmo que seja para o TSE indeferi-la.

Lula também sustenta que “só não será candidato se lhe tirarem a vida” — e é exatamente isto que os tribunais estão fazendo: tirando a vida política do ex-presidente da República.

Por outro lado, na vida real, o PT precisa de um candidato com pedigree, qual seja, com capacidade de unir a centro-esquerda, disputar e vencer a eleição de outubro.

Comentários encerrados.