Argentina legaliza o aborto

A Câmara de Deputados da Argentina aprovou nesta quinta (14), por 129 votos favoráveis a 125 contra, a legalização do aborto até a 14ª semana de gestação.

A exemplo do Brasil, atualmente, na Argentina o aborto é permitido apenas em caso de estupro ou risco para a vida da mulher e malformação fetal (aborto anencefálico).

O debate sobre o tema tinha sido apresentado sete outras vezes no Congresso.

Na vanguarda, a Argentina foi o primeiro país latino-americano a aprovar o casamento homossexual, em 2010, e a ter uma lei de identidade de gênero, em 2012.

Comentários encerrados.