TSE não tem como barrar Lula

Publicado em 20 maio, 2018
Compartilhe agora!

O professor e jurista Luiz Fernando Casagrande Pereira, do Paraná, deu xeque-mate no TSE ao elaborar parecer garantindo o registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Pereira advoga a tese de “inelegibilidade provisória” do petista, que, segundo ele, pode ser afastada no próximo dia 15 agosto (data do registro da candidatura no TSE).

“A prisão de Lula não aprisiona a candidatura. São temas que não se comunicam”, sustenta.

Soma-se ao argumento do jurista o da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidenta nacional do PT, a qual recorda que o TSE acolheu registro de 145 candidaturas de prefeitos “com inelegibilidades provisórias” e cita o caso do prefeito de Porecatu, Norte do Paraná, que mesmo preso disputou, venceu, assumiu e reelegeu-se para mais um mandato.

PT e Pereira têm uma certeza, além do registro da candidatura: o TSE não tem como barrar politicamente Lula.

Compartilhe agora!