Temer faz reunião de emergência para tentar saída da greve dos caminhoneiros

Compartilhe agora

O ilegítimo Michel Temer está assustado com o caos instalado no País no quarto dia da greve dos caminhoneiros. Ele convocou o “gabinete de crise” para uma reunião na manhã desta quinta-feira (24). Participam do encontro os ministros Eduardo Guardia (Fazenda), Moreira Franco (Minas e Energia), Valter Casemiro (Transportes, Portos e Aviação), o presidente da Petrobras, Pedro Parente, e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid.

A greve dos caminhoneiros já causa grave desabastecimento nas cidades. Os transportes coletivos circulam com menos veículos e as aulas estão sendo suspensas em diversas regiões. Já há relatos de falta de alimentos em centrais de abastecimento e os preços começam a subir vertiginosamente.

O anúncio da Petrobras de redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 15 dias não sensibilizou os grevistas que decidiram prosseguir com o movimento.

Depois da reunião de emergência com o ilegítimo, os ministros devem se reunir novamente com as lideranças do movimento dos caminhoneiros. Eles vão tentar um acordo, uma trégua que seja, para tentar evitar que o caos se instale de vez no país.