Requião vai à Justiça contra aumentos abusivos da Petrobras

O senador Roberto Requião (MDB-PR) anunciou nesta sexta (25) que vai à Justiça contra a política de reajustes abusivos nos combustíveis praticados pela Petrobras.

LEIA TAMBÉM
Requião: “Devíamos, com o pré-sal, ter a gasolina mais barata do mundo”

Em outubro de 2016, o Grupo Executivo de Mercado e Preços (Gemp) da estatal implementou mudança nos ajustes de preços para acompanhar a volatilidade da taxa de câmbio e das cotações de petróleo e derivados (gasolina, diesel, gás de cozinha, etc.).

Nos últimos doze meses, a empresa reajustou abusivamente os preços mais de 120 vezes — o que motivou a greve dos caminhoneiros e o consequente desabastecimento de combustíveis e alimentos em todo o país.

A atual política de reajustes da Petrobras só beneficia os acionistas privados (fundos abutres) que especulam com o “couro” dos consumidores brasileiros. O preço de um litro de gasolina, vendido nos postos, chegam até R$ 10 em algumas regiões.

Requião informou ao Blog do Esmael que trabalha uma ação judicial em conjunto com a AEPT (Associação dos Engenheiros da Petrobras).

Comentários encerrados.