Requião questiona contrato de R$ 1,6 milhão para segurança de Fachin

O senador Roberto Requião (MDB-PR) questionou neste sábado (19), via Twitter, a licitação do Supremo Tribunal Federal de R$ 1,6 milhão para contratar segurança privada para o ministro Edson Fachin.

“Por que um ministro do STF precisa contratar uma empresa privada para garantir sua segurança? Perguntar não ofende”, tuitou o pré-candidato à Presidência da República pelo MDB.

No começo deste mês, o STF publicou edital para contratar escolta privada formada por sete seguranças por 30 meses ao custo de R$ 1.610.085,50.

A licitação aberta pelo Supremo prevê que os serviços sejam prestados a Fachin a partir de 1º de julho deste ano até 31 de dezembro de 2020.

Comentários encerrados.