Porta-voz diz que sabatina sem Lula não vale nada, é fraude

A presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, alçada à condição de porta-voz oficial de Lula, reafirmou que debates e entrevistas sobre as eleições de nada valem sem a presença do ex-presidente porque ele é o líder nas pesquisas.

“Passando pra avisar que Lula não está com seus direitos políticos suspensos. Será candidato. Excluir sua representação de entrevistas só evidencia o caráter antidemocrático desses veículos de comunicação. Lembrem-se que ele está em primeiro nas pesquisas, assim como o PT!”, escreveu Gleisi no Twitter.

A porta-voz fez questão de ‘marcar’ matéria da Folha que anuncia a exclusão do petista de uma sabatina, em parceria com o SBT, que começa nesta segunda-feira (7) com o senador Alvaro Dias (Podemos-PR).

“Foram convidados os seis candidatos à Presidência mais bem colocados na pesquisa Datafolha divulgada em 16 de abril. Com a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que lidera a pesquisa, Alvaro Dias, o sétimo colocado no levantamento, foi convidado”, reproduziu a dirigente do PT.

O comando nacional do PT estuda a possibilidade de ingressar na Justiça Eleitoral contra a exclusão de Lula.

No começo de abril, Gleisi Hoffmann anteviu a armação da Folha e dos institutos de pesquisa para tirar o ex-presidente da disputa presidencial. “Pesquisa sem Lula é fraude”, denunciou na época.

Portanto, a sabatina sem Lula, nesta segunda, é um desdobramento “natural” do “golpe da pesquisa” iniciado em abril. Ou melhor: a mídia quer naturalizar o debate presidencial sem Lula.

Resumo da ópera: se pesquisa sem lula é fraude, logo, sabatina sem Lula também é fraude.

Comentários encerrados.